Autores:  escrito em domingo 22 julho 2007 07:06

autores

Blog de modernismoportugal :Modernismo em Portugal, Autores:

I) FERRANDO PESSOA

  • Foi um dos diretores da revista “Orpheu”, participando ativamente do Modernismo em Portugal.
  • Quis reconstruir o mundo, organizar o caos.
  • Queria ser absoluto e abrangente; universal.
  • Multiplicou-se para poder sentir os vários ângulos da realidade: sua heteronímia.
  • Tornou-se vários poetas ao mesmo tempo, com características próprias, biografias próprias, etc.
  • Escreve como F. Pessoa - ele mesmo e seus heterônimos.

II) ALBERTO CAEIRO

  • Nasceu em Lisboa em 1889 onde morreu tuberculoso em 1915.
  • Era louro, de olhos azuis.
  • Foi o mestre dos autores heterônimos.
  • Pregou a simplicidade e a ligação com a natureza.
  • Trocou a simplicidade e a ligação com a natureza.
  • Linguagem sem sofisticação
  • Para ele o importante na poesia era o “ver”.

III) ÁLVARO CAMPOS

  • Nasceu em 1889 sem constar data da morte.
  • Era alto, magro, corcunda.
  • Cursou engenharia naval, mas não exerceu.
  • Foi o homem da grande cidade, adepto da modernização; agressivo e pessimista.
  • Exaltou a máquina, as fábricas, o movimento.
  • É o poeta futurista.

IV) RICARDO REIS

  • Nasceu em 1887 e não há registros de morte.
  • Centrou-se nos temas da Antigüidade Clássica.
  • Ter uma visão pagã de mundo não acreditando no pecado.
  • Sempre precisava viver o presente, o momento.
  • Escreveu de forma sofisticada; usou a emoção como forma de impor suas idéias.
  • Buscou o equilíbrio e a calma.
  • É o poeta neoclássico

V) FERNANDO PESSOA - ele mesmo

  • Nasceu em Lisboa em 1888 e morreu em 1935,
  • Apresentou forte faceta saudosista - Nacionalista.
  • Mostrou as emoções depuradas pela intelectualidade.
  • Apegou-se à solidão mostrando-se introvertido.
  • Análise da função do poeta na vida.

VI) MÁRIO DE SÁ - CARNEIRO

  • Nasceu em Lisboa em 1890 e cometeu suícidio em Paris, 1916.
  • Em 1915 lançou a revista “Orpheu” junto com o amigo F. Pessoa.
  • Profunda crise moral e financeira.
  • Mostrou inadaptação ao mundo, deixava levar-se pelas emoções, pela megalomania perdendo-se da realidade.
  • Interiorizou-se mais mostrando-se inseguro e egocêntrico.
  • Principal obra: A Confissão de Lúcio.
Compartilhar

Faça um comentário!

(Opcional)

(Opcional)

error

Importante: comentários racistas, insultas, etc. são proibidos nesse site.
Caso um usuário preste queixa, usaremos o seu endereço IP (54.234.59.94) para se identificar     


3 comentário(s)

  • Ray mailto

    Ter 23 Out 2012 22:24

    Queria poder copiar seu texto para a realização do meu trabalho escoLar...mas não consegui!!!
    =(

  • maisa

    Sáb 14 Abr 2012 02:21

    valeu ajudou muiito

  • robervau mailto

    Qua 11 Abr 2012 20:09

    gostei muito do seu texto meus parabéns!!!!!


Abrir a barra
Fechar a barra

Precisa estar conectado para enviar uma mensagem para modernismoportugal

Precisa estar conectado para adicionar modernismoportugal para os seus amigos

 
Criar um blog